sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

2 ANOS DE CLUBE DE LEITURA

Decorreu ontem, pelas 21 horas, a sessão de Outubro do Clube de Leitura com o debate da obra de Nelle Harper Lee "Não matem a cotovia", da escritora norte-americana,  Prémio Pulitzer em 1961.

O encontro decorreu animado com a discussão sobre as personagens do livro que se nos apresentam sob a visão de uma criança curiosa, rebelde, alegre e divertida, retratando uma comunidade preconceituosa, conservadora e racista americana do sul dos EUA, em plena Depressão.

Destacaram-se personagens  pelos rigorosos princípios éticos mas, simultâneamente, de uma tolerância, serenidade, doçura e carinho que são uma lição de vida para qualquer pai ou educador. 

O Clube de Leitura festejou com satisfação o seu segundo ano de existência num ambiente são e de boa disposição. O balanço foi positivíssimo, pois foram lidos 21 livros, permitindo assim, uma aventura por leituras diversificadas entre alguns clássicos, contemporâneos, prémios nobel, entre escritores portugueses e estrangeiros.

Para o  próximo mês o livro selecionado foi o original romance "Livro sem ninguém: a natureza humana pela natureza morta" de Pedro Guilherme- Moreira, finalista do prémio Leya.

E, por favor, não matem a cotovia!



Por favor, não matem a cotovia!
Visita à Exposição Momentos Marcantes da Biblioteca Municipal








HOJE, CONFERÊNCIA CIÊNCIA | O QUE É QUE A CIÊNCIA PODE FAZER PELAS CIDADES?


O Presidente da Câmara Municipal de S. João da Madeira, Ricardo Figueiredo, convida V. Exª para a Conferência Ciência «O que é que a ciência pode fazer pelas cidades?»dia 31 de Outubro, pelas 21h30, no Auditório da Escola Secundária João da Silva Correia.



A Conferência, moderada pela jornalista Joana Costa, conta ainda com a participação de Fátima Martel, Nuno Cardoso Santos e patrício Soares da Silva. 


A entrada é gratuita!

Esta é a quinta conferência do Ciclo Industrial - Uma Cidade em 30 anos, que visa refletir sobre quem somos e abrir janelas sobre o futuro.

Pretende-se que a cidade fale sobre si mesma, seja com olhar de quem vive por dentro, seja com o contributo de quem nela nasceu ou viveu e agora a percepciona de fora.
  
Contamos com a sua presença!

quinta-feira, 30 de Outubro de 2014

2 ANOS DE CLUBE DE LEITURA!

Hoje será realizada mais uma sessão do Clube de Leitura, em clima de festa. É que o Clube já faz dois anos de existência!!
Estão de parabéns os nossos leitores, os livros, as leituras, a partilha, enfim, todos nós!

Com uma periodicidade mensal (à exceção de agosto e dezembro), o Clube de Leitura destina-se a promover o prazer da leitura partilhada. As reuniões decorrem à volta de um livro previamente escolhido e lido por todos, proporcionando a convivência e a discussão entre quem gosta de ler e explorar os livros lidos, tornando a experiência da leitura ainda mais estimulante. Pontualmente poderá ter um escritor/dinamizador convidado.

Para pertencer ao Clube de Leitura é apenas necessário gostar de ler e descobrir que aventuras, emoções, sensações e mistérios habitam por detrás de um livro.
De que está à espera para se juntar ao Clube??

Para a sessão de hoje, entre as 21 e 22 horas, foi escolhida a obra "Por favor, não matem a cotovia" de Harper Lee, livro que faz parte da selecção para o Plano Nacional de Leitura, recomendado para o 3º ciclo, destinado a leitura autónoma. Foi também Prémio Pulitzer.

Sinopse: Situado em Maycomb, uma pequena cidade imaginária do Alabama, durante a Grande Depressão, o romance de Harper Lee, vencedor do Prémio Pulitzer, em 1961, fala-nos do crescimento de uma rapariga numa sociedade racista.
Scout, a protagonista rebelde e irónica, é criada com o irmão, Jem, pelo seu pai viúvo, Atticus Finch. Ele é um advogado que lhes fala como se fossem capazes de entender as suas ideias, encorajando-os a refletirem, em vez de se deixarem arrastar pela ignorância e o preconceito.
Atticus vive de acordo com as suas convicções. É então que uma acusação de violação de uma jovem branca é lançada contra Tom Robinson, um dos habitantes negros da cidade.
Atticus concorda em defendê-lo, oferecendo uma interpretação plausível das provas e preparando-se para resistir à intimidação dos que desejam resolver o caso através do linchamento. Quando a histeria aumenta, Tom é condenado e Bob Ewell, o acusador tenta punir o advogado de um modo brutal.
Entretanto, os seus dois filhos e um amigo encenam em miniatura o seu próprio drama de medos, centrado em Boo Radley, uma lenda local que vive em reclusão numa casa vizinha.
Recentemente, alguns dos mais importantes livreiros norte-americanos atribuíram grande destaque ao livro, ao elegerem-no como o melhor romance do século XX.

Críticas de imprensa
«Sem dúvida um verdadeiro fenómeno literário, este romance sulista não apresenta a mais pequena mácula nas suas delicadas folhas de magnólia. Divertido, alegre e escrito com uma precisão cirúrgica.»Vogue
«O estilo de Harper Lee revela-nos uma prosa enérgica e vigorosa capaz de traduzir com minúcia o modo de vida e o falar sulistas, bem como uma imensa panóplia de verdades úteis sobre a infância no sul dos EUA.»Time

Nelle Harper Lee, nasceu a 28 de abril de 1926, em Monroeville, Alabama, nos Estados Unidos da América. Era a mais nova de quatro irmãos.
Em criança, Harper Lee foi uma maria-rapaz e uma leitora precoce, tendo como vizinho e colega de escola Truman Capote.
Depois de ter acabado o liceu em 1944, frequentou o Huntingdon College em Montgomery, e, mais tarde, a Universidade de Alabama. Entre os seus colegas ficou conhecida por gostar da solidão e de livros. Colaborou no jornal escolar, Rammer Jammer.
Depois de regressar de um verão na Universidade de Oxford, em Inglaterra, Lee abandonou os estudos de Direito e partiu para Nova Iorque, decidida a tornar-se escritora. Trabalhou em empresas de aviação e manteve-se em contacto com Truman Capote. São dessa época os seus primeiros contos.
Lee acabou de escrever Mataram a cotovia no verão de 1959. Publicado em julho 1960, o romance recebeu no ano seguinte o Prémio Pulitzer de Ficção.
Mataram a cotovia tem aspectos autobiográficos.
Tal como  Lee, a protagonista do livro, Scout Finch, era filha de um advogado numa pequena cidade (e o apelido de solteira da mãe de Harper Lee era Finch). Dill, o amigo dos dois irmãos do romance, inpira-se em Capote, que, por sua vez, se inspirou em Harper Lee para criar a personagem de Idabel Thompkins em outras vozes, outros quartos.
Depois de ter terminado a escrita do seu romance, Lee acompanhou Truman Capote a Holcomb, Kansas, para o apoiar na investigação do assassínio de um fazendeiro e da sua família.
Foi o material então reunido que deu origem a A sangue frio. 
Embora tenha iniciado um segundo romance, The Long Goodbye e publicado alguns escritos, Harper Lee não voltaria a editar qualquer livro.
Recusou também proferir conferências ou conceder entrevistas. Aceitou no entanto ser nomeada para o National Council on the Arts e receber o doutoramento Honoris Causa da Universidade de Notrer Dame.
Em Julho de 2006, escreveu uma carta a Oprah Winfrey, em que dizia: "Agora, setenta e cinco anos mais tarde, na sociedade da abundância onde as pessoas têm portáteis, telemóveis, iPods, e mentes que parecem quartos vazios, eu prefiro teimosamente livros. 

Viveu sempre uma vida completamente afastada dos círculos mediáticos e é junto com JD Salinger, uma das mais famosas reclusas literárias, morando ainda hoje na casa onde passou a sua infância, em Monroeville, no estado sulista do Alabama.

quarta-feira, 29 de Outubro de 2014

VISITA À FEIRA DO LIVRO USADO

As crianças da E.B.1 Conde Dias Garcia visitaram a Feira do Livro Usado, ouviram um conto dinamizado pela Professora Bibliotecária Graça Moutinho e foi um prazer vê-las entusiasmadas a escolherem um livrinho, a abrir o seu pequeno porta moedas e a dizerem: - Quero comprar este livro!

E, hoje, foi assim na Biblioteca Municipal!








segunda-feira, 27 de Outubro de 2014

FEIRA DO LIVRO USADO - 27 A 31 DE OUTUBRO


A partir de hoje e até ao dia 31 deste mês, está patente no átrio da Biblioteca Municipal, a FEIRA DO LIVRO USADO. 
Esta iniciativa inserida no Projeto Educativo Municipal, é realizada no âmbito do Mês Internacional das Bibliotecas Escolares, é organizada pela Rede Concelhia de Bibliotecas Escolares com o apoio da Biblioteca Municipal.
A Feira está aberta ao público no horário de funcionamento da Biblioteca.
Não deixe de visitar!